Qual melhor combustível: álcool ou gasolina?

Uma das maiores dúvidas dos proprietários em relação ao abastecimento do veículo é de qual combustível escolher. Confira as dicas!

4
3631

Imagine a seguinte situação: você saiu com o seu carro flex e percebeu que o combustível está no fim. Nessa hora, bate aquela dúvida: álcool ou gasolina? Qual é a diferença entre os dois? Qual compensa mais?

Se você não quer que nenhuma dessas indagações volte a te atormentar, confira as dicas que selecionamos neste post e conheça mais sobre os dois combustíveis!

Quais são as vantagens de cada um?

Álcool

Uma das vantagens de abastecer o seu veículo com álcool é que ele é mais barato que a gasolina — e isso é válido quando a grana está curta. Além disso, o uso de etanol diminui em até 89% a emissão dos gases que geram o efeito estufa, como o metano e o dióxido de carbono.

Mais um ponto positivo do etanol é que, em alguns casos, ele dá mais potência para o motor do veículo.

Gasolina

Talvez a maior vantagem de abastecer com esse tipo de combustível seja o rendimento da gasolina, que é maior do que o diesel e o etanol, por exemplo. Mas vamos falar melhor sobre isso em breve.

Além disso, alguns aditivos da gasolina conseguem fazer uma limpeza no motor do veículo, o que amplia a sua vida útil.

Quais as principais características dos combustíveis?

A principal característica do etanol é que ele deve ser incolor, além de ser um combustível ecologicamente correto, que é desenvolvido por meio da cana-de-açúcar. Já a gasolina é, geralmente, amarelada e advém do petróleo.

Qual combustível rende mais?

A gasolina, geralmente, rende mais. O que isso quer dizer? Quando você coloca 10 litros de álcool, seu carro anda menos quilômetros do que quando você coloca 10 litros de gasolina, por exemplo, visto que o etanol “queima” mais rápido.

Mas não leve isso como uma certeza absoluta! Para saber se o seu veículo realmente rende mais com um ou outro combustível, faça o teste.

Fazendo a média do seu veículo

Para testar o tipo de combustível que rende mais no seu veículo, faça o seguinte teste: encha o tanque com etanol. Zere os quilômetros rodados e ande um dia com ele na cidade, fazendo seus trajetos comuns. No outro dia, de preferência no mesmo horário e no mesmo posto, encha o tanque novamente.

Veja quantos quilômetros você andou e quantos litros foram recolocados. Divida essa quilometragem pela quantidade de litros: essa é a sua média com o etanol.

Esvazie o tanque e, dessa vez, faça o mesmo teste com a gasolina. Depois, compare os dois números e veja com qual combustível seu carro rendeu mais.

Ponto importante: os testes devem ser feitos no mesmo lugar. Se você testou com o álcool na cidade, o teste com a gasolina também deve ser feito na zona urbana, ok?

Enfim, álcool ou gasolina?

Para finalizar, existe uma fórmula simples que indica aos motoristas qual é o combustível mais adequado: pegue o valor do etanol e divida pelo valor da gasolina.

Se o resultado for maior que 0,7, coloque gasolina. Se for igual ou menor que 0,7, prefira o álcool. Mas lembre-se: mais importante que a fórmula pronta é saber o rendimento do seu carro com as duas opções.

Apesar das contas ajudarem a decidir entre álcool ou gasolina, conhecer seu carro e suas especificidades é papel de todo bom motorista. É ele quem deve fazer um levantamento das suas prioridades e saber qual é o tipo de combustível vai atender melhor às suas necessidades.

Sanou suas dúvidas sobre álcool e gasolina? Que tal agora entender as diferenças entre o combustível comum e o aditivado?

4 COMMENTS

LEAVE A REPLY