Injeção eletrônica: 4 cuidados que você deve ter

Conheça 4 cuidados que você deve ter com o sistema de injeção eletrônica em seu carro

0
1141

Desenvolvida para substituir o antigo carburador, a injeção eletrônica hoje está presente em quase todos os carros que circulam pelo país. Além de diminuir a emissão de poluentes do seu veículo, ela promove um consumo de combustível muito mais eficiente e econômico. Mas você sabe o que deve fazer para manter a injeção eletrônica do seu carro funcionando corretamente?

Acompanhe este post e conheça 4 cuidados que você deve ter com o sistema de injeção eletrônica.

1. Abasteça com combustível de qualidade

A função da injeção eletrônica é controlar a passagem de combustível do tanque para o motor. Por isso, um combustível de baixa qualidade passando por seus componentes, como válvulas e bicos injetores, certamente vai comprometer seu funcionamento. Isso ocorre porque esses combustíveis podem possuir uma quantidade elevada de impurezas, que se acumulam por onde passam e danificam o sistema.

Sendo assim, evite andar com o tanque de combustível na reserva. A gasolina que se acumula no fundo também possui alta quantidade de impurezas. Além de danificar os componentes da injeção, o baixo nível de combustível também pode superaquecer a bomba de combustível.

Abasteça sempre em postos de confiança e prefira a gasolina aditivada. Ela atua na limpeza e na conservação dos componentes da injeção eletrônica e do motor do seu carro.

2. Fique atento à luz da injeção eletrônica

Toda vez que seu sistema de injeção eletrônica apresentar um comportamento atípico, a luz de aviso vai acender no painel do seu carro. Ela costuma ter a forma de um motor e a cor laranja ou vermelha.

Na maioria das vezes você notará pouca diferença ao dirigir — mesmo com o aviso aceso ou piscando no seu painel. Porém, é fundamental que você procure um profissional o quanto antes. Um problema que pode ser pequeno e de fácil solução, pode se tornar uma dor de cabeça bem maior se for ignorado.

3. Perceba os sinais e faça a manutenção preventiva

Cuidar da injeção eletrônica é muito mais simples e barato do que resolver os problemas que a falta de manutenção pode causar. Cabos e velas são os componentes que costumam apresentar falhas antes de comprometer outras partes. Por isso, fique atento aos sinais de desgaste que eles apresentam, como falhas na aceleração, perda de potência e dificuldades ao dar partida no motor. Faça também uma revisão periódica a fim de detectar problemas mais difíceis de perceber.

Deixar o carro desligado por muito tempo também pode trazer alguns problemas. A injeção eletrônica exige um bom funcionamento do sistema elétrico do carro, o que ficará comprometido se a bateria descarregar. O ideal é ligar o carro diariamente por alguns minutos — ou pedir pra alguém fazer isso para você, se preciso.

Lembre-se de procurar um profissional de confiança e especializado no serviço que você precisa. Ele vai dispor de equipamentos próprios para obter um diagnóstico exato do seu sistema de injeção eletrônica.

4. Troque o óleo do motor na hora certa

O óleo lubrificante do motor também é de grande importância para o bom funcionamento da injeção eletrônica. Deixar de fazer a troca após o prazo estabelecido pelo fabricante pode aumentar a presença de resíduos, que podem afetar o sistema de injeção.

Fique atento e faça a troca de óleo e filtro dentro dos prazos determinados. Assim, você cuida bem do seu carro e evita os contratempos que um problema na injeção eletrônica pode causar.

Gostou de saber um pouco mais sobre os cuidados que você deve ter com a injeção eletrônica do seu carro? Ficou com alguma dúvida? Deixe um comentário!

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY