Toyota Hilux e SW4 2017 ganham versões flex

As versões com o motor 2.7 bicombustível de 163 cv passam a ser os modelos de entrada Hilux e SW4. Os preços estão entre R$ 111.700 e R$ 164.900

1
4135
Linha Flex da picape Hilux e do SW4

Depois do lançamento do Etios Platinum, a Toyota também revelou as versões flex da Hilux e SW4. A picape tem três configurações diferentes, sempre com cabine dupla, partindo de R$ 111.700 na versão SR 4×2, R$ 120.800 na versão SRV 4×2 e R$ 131.200 na SRV 4×4.

O SUV é oferecido na versão SR com 5 e 7 assentos. Os preços variam entre R$ 159.600 e R$ 164.900, respectivamente. O SW4 ainda tem a versão para vendas diretas com câmbio manual, com preço de R$ 146.550. Os utilitários começam a ser vendidos hoje nas concessionárias da marca.

Itens de série

A versão flex da Toyota Hilux é equipada, desde sua configuração inicial, com dois airbags dianteiros, exigidos por lei, e um de joelho para o motorista. Na picape é usado o mecanismo Isofix, que serve para retenção de cadeiras infantis.

Por dentro, a Hilux versão SR 4×2 ainda tem ar-condicionado manual, sistema multimídia com tela sensível ao toque de 7 polegadas, GPS, câmera de ré, Bluetooth, DVD e TV digital. Rodas de liga-leve de 17 polegadas, controle de velocidade de cruzeiro, protetor de caçamba, modo de condução Eco e Power, e compartimento refrigerado também englobam os equipamentos internos da versão SR 4×2.

Na versão SRV são acrescentados ar-condicionado digital, revestimento de couro, assento do motorista com ajustes elétricos, computador de bordo com tela TFT, alarme e estribos laterais, retrovisores cromados, controles de tração e de estabilidade e reboque.

A nova Toyota SW4, oferece de itens de série a central multimídia com GPS, câmera de ré, Bluetooth, DVD, TV digital, conexões USB/AUX e seis alto-falantes, ar-condicionado manual, controles de estabilidade e tração. O modelo também é equipado com três airbags, assistentes de reboque e ladeira e sensores de estacionamento traseiros.

Motor

As novas Hilux e SW4 compartilham da motorização 2.7 16V flex que, segundo a Toyota, foi desenvolvido para o mercado brasileiro. A novidade fica por conta da tecnologia de duplo comando de válvulas variável, o DualVVT-i.

O motor tem potência de 159/163 cavalos a 5.000 rpm, quando abastecidos com gasolina e etanol, respectivamente. O torque é de 25 kgfm nos dois combustíveis.

A transmissão é sempre automática de seis marchas, com exceção da versão SR da SW4, que conta com o câmbio manual de cinco velocidades.

Gostou da nova versão flex da Toyota Hilux e SW4? Então deixe sua opinião em nosso post!

1 COMMENT

LEAVE A REPLY