Sistema Keyless: vale ou não a pena ter no seu carro?

A tecnologia Keyless veio para facilitar a vida do motorista, excluindo a necessidade de manusear a chave do veículo, no entanto apresentam maior facilidade para roubo

0
4005

Imagine você andando em direção ao seu carro e, ao aproximar-se, ele abre as portas para que você entre. Depois, já sentado ao banco do motorista, basta apertar um botão e sair dirigindo. Pois esse cenário, que há alguns anos parecia saído de um filme de ficção científica futurista, já é realidade para muita gente pelo mundo. É o já famoso sistema keyless, que dispensa o uso de chaves para destravar as portas e fazer o seu carro funcionar.

Tudo o que o usuário precisa cabe no seu bolso — e pode ficar nele. Não é preciso acionar nenhum tipo de botão de destravamento. É um tipo de chave eletrônica, que se conecta a sensores de distância instalados nas portas do carro via sinais de rádio criptografados. Esses dispositivos trancam e destrancam as portas pela proximidade, geralmente de 1,5m.

Também é essa chave inteligente que permite que o motor seja acionado por meio de um simples botão no painel do veículo. Não sendo identificada a proximidade, o carro desliga-se automaticamente. Mas comprar um carro com o sistema keyless instalado vale a pena?

Comodidade e rapidez para o condutor

Uma das vantagens para o motorista é a comodidade que o sistema proporciona  — além de ser uma chave a menos para carregar, pois o dispositivo parece mais um pequeno controle remoto e pode ficar no bolso ou na mochila e mesmo assim ser eficiente ao abrir as portas do carro por aproximação.

Pode ser uma vantagem também quando o veículo está parado em um local de pouca movimentação, permitindo uma saída rápida com o carro, pois não é preciso procurar a chave e conectá-la ao miolo para, só então, dar a partida. Isso ajuda a evitar roubos e abordagens de criminosos. Tudo é automatizado e liberado pela aproximação da chave inteligente.

Além disso, o sistema keyless evita que seu carro seja furtado de maneira tradicional, pois além de não abrir com chaves “micha”, é necessário o código de acesso da chave inteligente para dar a partida. Mas como o sistema ainda é novo, possui algumas desvantagens que podem ser bem incômodas.

A segurança do sistema é contestada

Como ele funciona com ondas de rádio, com uma tecnologia muito simples, seu carro pode ser furtado com certa facilidade. Conforme foi mostrado pela ADAC, o Allgemeiner Deutscher Automobil-Club, uma associação alemã de automóveis, que testou diversos modelos que já contam com a tecnologia na Europa, um simples replicador de sinal de rádio com um receptor próximo ao veículo pode destravá-lo e permitir que seja ligado.

Assim, um dono de um veículo com o sistema keyless estaciona seu carro, tomando todos os cuidados para evitar um furto e sai de perto do veículo tranquilamente. Mas um dos ladrões se aproxima do condutor e repassa o sinal da chave, que é ininterrupto, com um transmissor portátil, para um comparsa próximo ao veículo, que pode entrar no carro e dar a partida.

A ADAC mostrou, ainda, que vários modelos podem ser dirigidos por longos quilômetros antes de desligarem. A pesquisa foi feita com carros das marcas Audi (como o Audi A3), BMW, Ford (EcoSport), Honda (HR-V), Renault, Toyota, Volkswagen (Golf GTD), entre outras.

O preço da tecnologia pode não compensar ainda

Há algum tempo, o sistema keyless era encontrado somente em carros importados de luxo. Mas a tendência é a popularização da tecnologia, que já está chegando aos carros fabricados no Brasil, como é o caso do Land Rover Discovery Sport. Assim, logo o sistema estará disponível, ao menos como um opcional, em modelos mais em conta.

O problema é que a manutenção do sistema é cara. Para se ter uma ideia, a perda da chave inteligente pode custar alguns milhares de reais para a sua reposição, pois elas devem vir da fábrica do veículo, que é a única que possui o código criptografado da chave.

Portanto, são esses dois obstáculos que os fabricantes precisam superar no momento para conseguirem popularizar a tecnologia: o preço dos dispositivos e a segurança do sistema.

O que você achou do sistema keyless? Já tem um carro equipado com ele? Gostaria de ter? Deixe um comentário!

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY