Relembre modelos lendários nos 70 anos da Ferrari

1
626
Imagem: Divulgação

Neste ano, a Ferrari completa 70 anos e desde 1947, ou seja, apenas cerca de dois anos após o final da Segunda Guerra Mundial, a montadora italiana vem escrevendo seu nome emblema do “Cavalinho Rampante” na história da indústria automotiva e no automobilismo com suas supermáquinas.

O que era então uma pequena fábrica nascida do sonho de criar um veículo de competição exclusivo num país que renascia das cinzas, transformou-se, ao longo de sete décadas de existência, num símbolo do Made in Italy em todo o mundo.

E entre tantos modelos lendários, selecionamos alguns modelos marcantes da marca italiana, verdadeiras máquinas que levam consigo o sonho e a exclusividade daquela que continua a ser, para muitos, a melhor marca automóvel do mundo. Confira:

Ferrari 125 S – A lista começa em 12 de março de 1947 quando Enzo Ferrari ligou o 125 S, primeiro carro com seu sobrenome. O esportivo tinha dois lugares, motor V12 com cerca de 120 cv e pesava 650 quilos. Segundo dados da fábrica, a velocidade máxima era de 210 km/h. A história da marca do Cavallino Rampante iniciou-se com esse primeiro test-drive nas ruas de Maranello, voltado somente para o uso nas pistas o câmbio tinha cinco marchas.

Ferrari 125 S (1947): Foi o primeiro modelo lançado pela Scuderia, ficando restrito somente às pistas

Ferrari 166 Inter – Dois anos depois, em 1949, surgia o modelo que se tornou o primeiro carro da empresa que podia ser usado nas ruas. O 166 Inter leva um fato curioso, o número 166 remete a 166 carros de corrida da marca bem-sucedidos nas pistas em anos anteriores. Com seu motor V12 de 2.0 litros de 90 cv e o câmbio tinha cinco marchas foi o primeiro grande sucesso mundial da Ferrari no mercado mundial, produzidos entre 1948 e 1950.

Ferrari 166 Inter

Ferrari 250 GT California Spyder – Talvez o mais icônico de todas, o 250 GT é sem dúvida um dos maiores modelos na história da Ferrari. Feito entre 1958 e 1962, o modelo V12 de 3.0 e 240 cv é um dos carros mais valorizados e caros do mundo nos leilões.

06-Ferrari-250-GT-Spyder-California

Ferrari 250 Testa Rossa – Seu motor V12 de 3.0 litros foi responsável pela medalha de ouro nas 24 horas de Le Mans em 1958, 1960 e 1961. Foram 34 exemplares produzidos, um deles foi vendido em 2014 por 39,8 milhões de dólares. Isso mesmo, 39,8 milhões de dólares, quase 100 milhões de reais

Ferrari 250 Testa Rossa

Ferrari DINO 206 GT – O nome desse modelo foi em homenagem ao filho do fundador da marca, Enzo Ferrari. O motor V6 2.0 tinha 180 cv e o câmbio, cinco marchas. Em 1969 houve uma nova versão, a Dino 246 GT, cujo entre-eixos cresceu 6 cm e o motor V6 foi para 2.5, com 195 cv. O câmbio sempre foi de cinco marchas.

DINO 206 GT

Ferrari 365 GTB4 ‘DAYTONA’ – A 365 GTB4, apelidada pelos amantes da marca de Daytona, tinha motor V12 4.4 dianteiro de 352 cv, alimentado por seis carburadores Weber 40. O câmbio era de cinco marchas. Ela foi substituída, em 1971, pela 365 GTC4 e foi o último carro da Ferrari antes da marca ser adquirida pela Fiat.

Ferrari 365 GTB4 'DAYTONA'

Ferrari ‘288’ GTO – O modelo, que teve 272 unidades produzidas, é tido como o primeiro superesportivo da Ferrari, e precursor da F40. Inicialmente esse carro teria 200 unidades para poder homologar a versão de competição, que disputaria o Grupo B do Rali que acabou extinto naquele ano. Seu motor era um V8 2.9 biturbo (o primeiro da marca) que rendia 400 cv.

05b-288-GTO

Ferrari Testarossa – Produzido entre 1984 e 1996, foi o mais poderoso de sua época com motor V12 traseiro de 5 litros que entregava 390 cv. O câmbio era manual de cinco marchas. O nome do carro, em português, significa cabeça vermelha, que representa a cor com a qual era pintada a tampa dos cabeçotes dos carros de corrida desse modelo. Ficou mais icônico por aparecer na série Miami Vice, nos anos 80.

Ferrari Testarossa

Ferrari F40 – Modelo foi construído para comemorar os 40 anos da marca italiana. Vendido entre 1987 e 1992, o F40 foi um dos maiores esportivos de todos os tempos e o último carro a receber o selo de aprovação do chefão e fundador Enzo Ferrari. Desenhada pelo estúdio Pininfarina, a F40 tinha motor V8 biturbo de 3 litros que entregava 478 cv.

Ferrari F40

Ferrari F355 – Produzido entre 1991 e 1995, momento em que a Ferrari se tornou mais que uma marca de superesportivos, adicionando mais luxo em seus carros. O F355 é um dos ícones modernos da empresa teve 11 mil exemplares vendidos durante o período, o que o tornou um dos maiores sucessos de vendas dos 70 anos. Seu motor era nada menos do que um V8 3.5 e 380 cv.

Ferrari F355

Enzo Ferrari – O novo supercarro foi uma homenagem ao chefão da companhia. Produzido entre 2002 e 2004, o superesportivo teve um impressionante motor V12 central 6.0 de 660 cv e velocidade máxima de 350 km/h. O câmbio de seis marchas deixava de ser manual e adotava o sistema de borboletas como na F1 e o interior já não era espartano como nas F40 e F50.

ENZO

Ferrari 458 Itália – O modelo, produzido entre 2005 e 2009, foi uma mistura de tecnologia e potência brutal. Foi o V8 mais poderoso já produzido pela marca no motor 4.5, despeja incríveis 570 cv FF Surgia em 2012 um modelo divisor de águas que rompeu com paradigmas da companhia.

Ferrari 458 Itália

Ferrari FF – O modelo foi a primeira Ferrari para quatro adultos. O motor, um V12 6.3 de 660 cv. O modelo causou polêmica por utilizar um sistema de tração nas quatro rodas, tecnologia condenada pelos puristas da marca.

Ferrari-FF

Ferrari LaFerrari – É o primeiro modelo com tecnologia híbrida da marca. A associação de um motor V12 6.3 traseiro de 800 cv a um elétrico de 163 cv entrega a potência combinada de 963 cv. O câmbio é automatizado de sete marchas e a máxima de 350 km/h. Com 499 unidades, ela ainda está em produção, mas os exemplares já se esgotaram.

LAFERRARI

La Ferrari Aperta – O superesportivo conversível de tecnologia híbrida (combina motores a gasolina e elétrico em prol do desempenho). O carro, que comemora os 70 anos da montadora italiana, usa o mesmo V12 híbrido de 963 cv do modelo fechado, e continua precisando de apenas 2,5 segundos para chegar aos 100 km/h.

LaFerrari Aperta

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo UsadosBR no:

Facebook (facebook.com/usadosbr)
Instagram (instagram.com/usadosbr)
YouTube (youtube.com/usadosbr)

1 COMMENT

LEAVE A REPLY