Golf GTE: Volkswagen confirma Golf elétrico no Brasil

0
94
Golf GTE

A Volkswagen pretende lançar seis veículos híbridos e elétricos nos próximos cinco anos e o primeiro será o Golf GTE. O modelo será lançado ainda este ano segundo a marca. O esportivo plug-in será o 14º lançamento dos 20 previstos até 2020 dentro da estratégia da Nova Volkswagen. Então, o Golf GTE será o primeiro modelo híbrido da história da marca.

A autonomia total do Golf GTE ultrapassa 900 km, incluindo o motor elétrico e o motor a gasolina. A proposta da VW foi unir um bom desempenho esportivo com eficiência energética.

Motorização Golf GTE

O Golf GTE tem dois motores: um a combustão de 1,4l TSI com 150 cv e um motor elétrico de 75 kW (102cv). Combinados, oferecem potência de 150 kW (204 cv). Por isso, se o motor elétrico for a única fonte de força de propulsão, o Golf GTE pode atingir velocidades de até 130 km/h.

Então, quando toda a potência combinada do sistema é utilizada, o Golf GTE vai de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos, atingindo velocidade máxima de 222 km/h.

Bateria

A bateria precisa de 2h45 para carregar completamente, seja em uma tomada convencional de 220V ou em uma estação de recarga.

O motor elétrico recebe energia de uma bateria de íons de lítio de alta voltagem (mais precisamente, 380V) com arrefecimento líquido.

O GTE tem transmissão automática DSG de 6 marchas com função Tiptronic. Essa transmissão foi desenvolvida especificamente para veículos híbridos. Denominada DQ400E, essa transmissão possui três embreagens: duas atreladas ao motor a combustão interna e outra, específica para o motor elétrico.

Modos de funcionamento do sistema híbrido

Modo elétrico: basta acionar um botão ao lado do câmbio para entrar no “e-mode”. Assim, nessa condição, apenas o motor elétrico de 75 kW (102 cv) e 330 Nm (33,6 kgfm) é utilizado, o que torna o Golf GTE um veículo totalmente livre de emissões. Importante: sempre que o Golf GTE é ligado, o modo “e-mode” é acionado automaticamente. Em outras palavras: não há som de ignição. No “e-mode” a velocidade máxima do GTE é de 130 km/h.

Modo híbrido: ao selecionar esse modo, a tecnologia do GTE escolhe qual é o sistema mais eficiente para cada situação. Por isso, o motorista não precisa fazer nada. Se o carro estiver em uma condição em que o motor elétrico for mais eficiente, apenas ele será utilizado. Se é necessário potência adicional, o motor 1.4 TSI será acionado automaticamente. O modo híbrido possui a função de utilizar a carga da bateria ou mantê-la. Assim, o motor a combustão será mais exigido.

Modo recarga: nessa situação, apenas o motor 1.4 TSI de 110 kW (150 cv) e 250 Nm (25,5 kgfm) movimentará o veículo. E mais: além de mandar energia para as rodas, o propulsor fornecerá carga para a bateria.

GTE: Nesse modo, o motor 1.4 TSI e o motor elétrico trabalham juntos para transformar o veículo em um esportivo. Então. suas potências são combinadas e o motorista tem 204 cv e 35,7 kgfm à disposição. 

Confira a galeria:

Acesse www.usadosbr.com e confira as melhores ofertas de novos e seminovos. Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo UsadosBR também no:

Facebook (facebook.com/usadosbr)
Instagram (instagram.com/usadosbr)
YouTube (youtube.com/usadosbr)

Revista UsadosBR (revista.usadosbr.com)

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY