Você sabia que o Dia Nacional da Kombi é comemorado em 2 de setembro? Essa data foi escolhida, porque foi quando a primeira unidade brasileira desse clássico saiu da fábrica da Volkswagen em São Bernardo do Campo (SP), em 1957. 

Para homenagear esse veículo tão querido aqui no Brasil e no mundo, traçamos uma linha do tempo com os fatos mais marcantes da Kombi. 

A Kombi no Brasil

Por aqui, ela começou a ser montada em 1953. Confira a linha do tempo desse veículo aqui no Brasil:

  • 1953 – A Kombi chegou ao Brasil e era montada pela empresa Brasmotor (que depois passou a se chamar Brastemp)
  • 1957 – 50% das peças da Kombi eram produzidas no Brasil. Com isso, se tornou o primeiro veículo da Volkswagen a ser produzido por aqui. 
  • 1961 – Lançamento da versão da Kombi com seis portas. Hoje, essa versão é uma das mais raras entre os colecionadores. 
  • 1967 – Ela recebeu um novo motor. Estamos falando do 1500cc com sistema elétrico de 12 volts. Além disso, a Kombi recebeu barra estabilizadora na suspensão dianteira e uma versão pick-up de cabine simples. 
Pickup Kombi cabine simples
  • 1976 – Quase dez anos depois uma mudança diferenciou a Kombi brasileira de todas as outras versões do mundo. A frente mudou, o para-brisa passou a ser único e um novo painel (o mesmo que já era utilizado nos modelos europeus). Além disso, a Kombi ganhou motor 1600cc com carburação simples. 
  • 1978 – Dois anos depois a carburação simples foi trocada pela carburação dupla.
  • 1981 – Duas grandes novidades para a Kombi neste ano: o motor a diesel e a pick-up cabine dupla. Além disso, o carro ganhou refrigeração a água e, por isso, a frente foi modificada para receber o novo radiador. 
  • 1983 – Mudanças na segurança da Kombi: cinto de segurança de três pontos e freios a disco nas rodas dianteiras. Além disso, foi adicionado também encosto de cabeça.
  • 1992 – Agora, por conta das mudanças na legislação, a Kombi sofreu algumas alterações. Ela recebeu um catalisador no sistema de exaustão, para reduzir a emissão de poluentes. 
  • 1997 – A Kombi nacional recebe portas corrediças e um novo teto de 11 centímetros
  • 1998 – Mais uma vez as mudanças na legislação fizeram com que a Kombi fosse atualizada. O carro ganhou injeção eletrônica devido às mudanças no programa de emissão de poluentes. Outra novidade foi a versão Carat, que tinha itens exclusivos como bancos de veludo, 7 lugares e interior forrado. 
  • 2000 – Chegava ao fim a versão pick-up da Kombi. 
  • 2005 – Fim da linha para a Kombi com motor refrigerado a ar. Mas, nesse ano foi lançada a Série Prata, edição comemorativa com diversos itens exclusivos. Apenas 200 unidades foram produzidas, todas na cor prata. 
Kombi Série Prata
  • 2006 – Ano de lançamento da Kombi 1.4 refrigerada a água. Volta também a grade dianteira para refrigeração do radiador, como o modelo de 1981. 
  • 2007 – Outra edição comemorativa da Kombi é lançada: a 50 Anos. Foram apenas 50 unidades produzidas. Ela tinha pintura exclusiva branca e vermelha e vários itens também exclusivos. 
Kombi 50 anos
  • 2013 – Chega ao fim a produção da Kombi no Brasil e no mundo. Para homenagear o carro, a Volkswagen lançou a versão The Last Edition. Apenas 1200 unidades foram produzidas. Todas possuem número de identificação no painel e itens exclusivos. Destaque para a pintura retrô e os pneus com bordas brancas. 
Dia Nacional da Kombi - The Last Edition
Kombi The Last Edition

Em 2020, a Kombi comemora 70 anos. Assim como o Fusca, o modelo é um dos mais emblemáticos já produzidos no país. Neste Dia Nacional da Kombi, conta aqui nos comentários qual é a sua versão preferida do veículo.

O que achou do nosso conteúdo? Nos acompanhe também em nossas redes sociais:

Facebook (facebook.com/usadosbr)
Instagram (
instagram.com/usadosbr)
YouTube (
youtube.com/usadosbr)
LinkedIn (
linkedin.com/company/usadosbr)
Twitter (
twitter.com/UsadosBR)
Revista UsadosBR (
revista.usadosbr.com)

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY