No dia 22 de junho, é comemorado o Dia Mundial do Fusca. Em 2019, a Volkswagen encerrou oficialmente a produção mundial do carro. Contudo, foram 84 anos de muito sucesso em vários países. 

Desde a sua criação, foram produzidas 21 milhões de unidades em todo o mundo. Só no Brasil, foram mais de 3 milhões de unidades fabricadas. Somos o terceiro maior produtor do Fusca em todo o planeta, atrás apenas da Alemanha e Estados Unidos. 

Antes de tudo, uma curiosidade: durante vários anos, o nome oficial do Fusca foi Volkswagen Sedan. Mas, a fabricante só resolveu adotar o nome Fusca em 1984, com direito a emblema na tampa traseira e tudo. 

Para celebrar o Dia Mundial do Fusca, vamos relembrar a trajetória desse clássico da Volkswagen, confira:

Procurando por um Volkswagen Fusca? Confira agora as ofertas do usadosBR

1934 – O projeto

O Fusca foi criado em 22 de junho 1934, na Alemanha nazista. Desde então, neste dia é comemorado o Dia Mundial do Fusca.
Projeto do Fusca sendo apresentado para Adolf Hitler, em 1934

O projetista Austríaco Ferdinand Porsche desenvolveu em sua garagem o primeiro projeto do Fusca. A ideia era criar um modelo resistente e econômico. Então, Porsche e Adolf Hitler concordaram em dar início à fabricação do modelo, em 22 de junho de 1934 – por isso a escolha dessa data para ser o Dia Mundial do Fusca.  

1939 – A Segunda Guerra

No auge da Segunda Guerra Mundial, a produção do Fusca foi interrompida para a fabricação de veículos militares. O “besouro”, como também é conhecido o carro alemão, foi usado como base. 

1947 – Primeiras exportações

Nesse ano, o Fusca conheceria o mundo e o mundo conheceria o Fusca. Holanda e EUA são os primeiros países a receber o “besouro” alemão. 

1950 – Milagre econômico alemão e chegada ao Brasil.

Em setembro de 1950, o Fusca chega ao Brasil. Por aqui, ficou famoso por ter o vidro traseiro dividido. Nesse meio tempo, na Alemanha, a Volkswagen comemorava a marca de um milhão de unidades produzidas. 

1959 – Fabricação no Brasil

Fuscas saindo da fábrica da Volkswagen, em São Bernardo do Campo, na década de 1960.

O Fusca já era montado em solo brasileiro desde 1953, porém com peças importadas da Alemanha. Mas, é importante dizer que ele ainda não se chamava Fusca nessa época, mas Volkswagen Sedan. O nome Fusca só foi adotado oficialmente em 1983. 

Em 20 de janeiro de 1959 a fabricação no Brasil foi oficializada. Por isso, nesse dia comemoramos o Dia Nacional do Fusca. 

Confira várias ofertas do Volkswagen Fusca no usadosBR

1986 – Pausa na produção

Por aqui o Fusca estava fazendo muito sucesso. Mas, em 1986, a Volkswagen decidiu interromper a sua produção. Segundo a fabricante, a pausa foi para que outros veículos pudessem ser fabricados. 

1993 – O retorno

Anúncio da Volkswagen sobre a volta do Fusca

Sete anos depois o Fusca volta a ser fabricado. A pedido do então presidente Itamar Franco, a produção do “besouro” foi retomada com a ideia de estimular a economia criando novos empregos. Além disso, era uma ótima opção de carro popular para os brasileiros. 

1996 – Fim da produção

Foram lançadas apenas 1.500 unidades do Fusca Série Ouro

Pois é. A produção do Fusca foi encerrada definitivamente (será?) em 1996. Mas, a marca queria se despedir de forma honrosa.

Por isso, a Volkswagen lançou 1.500 unidades de uma versão especial: o Fusca Série Ouro. No México, o Fusca original continuou sendo produzido até 2003. 

1998 – O New Beetle

O Fusca voltou, mas não exatamente. A Volkswagen lançou em 1998 o New Beetle, reedição do antigo Fusca. Mesmo sendo fabricado na plataforma do Golf, o modelo manteve o seu visual retrô. 

Mas, esse modelo era bem mais sofisticado e caro, colocando fim no legado de carro popular do antigo Fusca. 

Veja ofertas do Volkswagen New Beetle no usadosBR

2012 – O “Novo Fusca”

Estreava a segunda geração do New Beetle no Brasil: o “Novo Fusca”. Ele surgiu com um visual e conjunto mecânico mais esportivos. Na época, o garoto propaganda do carro era o jogador Neymar. 

Confira ofertas do Novo Fusca no site usadosBR

2017 – 2019 – A despedida do Brasil e o fim definitivo.

Em 2017, o Fusca se despediu do Brasil. Mas, dessa vez sem edição comemorativa. Foi uma saída de cena bem discreta. Em 2018 a Volkswagen anunciou o fim definitivo da produção do carro. Inclusive, as últimas unidades receberam o nome Final Edition. 

Volkswagen Fusca se despede do mercado brasileiro

Em 10 de julho de 2019, a produção foi finalmente encerrada. No entanto, diferente da despedida brasileira, a Volkswagen americana lançou um vídeo de despedida da nova geração do Fusca, que era conhecido nos EUA como “Beetle”. Confira:

Fusca e o cinema

O Fusca já fez diversas aparições nas telonas. Em 1968, ele protagonizou a franquia de filmes “Herbie: Se meu Fusca falasse”. Com 5 filmes lançados no cinema, a franquia arrecadou mais de 700 milhões de dólares. 

Além disso, o Fusca teve participação especial nos filmes “Mad Max: Estrada da Fúria” (2015), “Steve Jobs” (2015) e também no “Bumblebee” (2018). 

Líder de mercado

Um fato interessante sobre o Fusca: entre 1959 e 1982 o “besouro” foi líder de mercado no Brasil. Foram vendidas 3,1 milhões de unidades nesse período. 

Gostou de saber da história do fusquinha? Neste Dia Mundial do Fusca, nada melhor do que relembrar momentos marcantes desse carro tão querido pelos brasileiros, não é verdade? Conta aqui nos comentários o que achou da história do Fusca. 

Gostou do nosso conteúdo? Nos acompanhe também em nossas redes sociais:

Facebook (facebook.com/usadosbr)
Instagram (
instagram.com/usadosbr)
YouTube (
youtube.com/usadosbr)
Revista UsadosBR (
revista.usadosbr.com)

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY