Conserto de carro: o que vale à pena reformar em meu veículo?

Conserto de carro consiste em não deixar acumular pequenas avarias, como amassados e riscos, assim evita um gasto excessivo de uma só vez

0
708

Quem gosta de carro sabe o trabalho que dá manter o veículo sempre com aspecto de novo. As garagens cada vez mais apertadas, o trânsito caótico e o péssimo asfalto das ruas brasileiras, vira e mexe, trazem problemas e barulhos incômodos, que não só desvalorizam o carro, como comprometem a segurança dos passageiros. Mas o que devemos priorizar quando o assunto é conserto de carro?

Tanto para termos um carro sempre em ordem, quanto para o momento de vendê-lo, devemos nos atentar para alguns itens que chamam mais a atenção e que podem comprometer o funcionamento do veículo, além de lhe dar um aspecto de mal cuidado. Continue a leitura e veja 5 desses itens que relacionamos para você!

1. Pequenos amassados

Sabe aquele arranhão que você causou, ao raspar a lataria na pilastra da sua garagem? Ou aquele amassado que você ganhou na porta, quando um vizinho acabou acertando seu veículo no estacionamento do shopping? Pois é, não demore a consertar, porque esses são problemas rotineiros que, com certeza, acontecerão mais de uma vez.

Os pequenos amassados e arranhões são uma constante para quem usa o carro com muita frequência. E vão deixar seu carro com um aspecto ruim, quando você estiver procurando um novo dono para ele. A boa notícia é que não custa caro consertar esses defeitos, um simples martelinho de ouro resolve o problema.

Mas se você deixar todo o conserto de carro somente quando for vender o carro, vai acabar pagando caro. O melhor é ir consertando à medida que eles forem acontecendo.

2. Barulhos na suspensão

Não tem nada mais incômodo do que aquele barulho seco que o carro faz quando você passa em ruas irregulares. Parece que o carro está desmontando, não é mesmo? Pois fique atento: barulhos vindos da parte de baixo do carro não são apenas incômodos, mas podem significar que algo não está bem com a parte mecânica do seu carro.

Procure uma oficina e peça um orçamento, antes que o problema se torne mais grave. Uma dica: sempre que for sair com o carro de manhã, rode alguns metros com o rádio desligado e os vidros fechados. Assim você poderá verificar se está tudo em ordem com a suspensão do seu carro.

3. Estofados rasgados

Com o uso, é normal que os estofados dos bancos do seu carro sofram desgaste. Se você é fumante, esse problema pode se agravar, pois é comum que cinzas de cigarro escapem e acabem queimando o tecido.

Bancos desgastados dão aspecto de carro mal cuidado e certamente irão desvalorizar seu veículo na hora da venda. A solução pode ser simples a ponto de uma pequena limpeza resolver seu problema, mas há casos em que você pode precisar de um capoteiro.

Atenção aos bancos de couro: existem produtos que ajudam na conservação dos bancos e que precisam ser aplicados periodicamente.

4. Peças internas desgastadas

Os carros atuais possuem muitas peças de plástico que se desgastam mais rapidamente. As maiores vítimas são o volante, a manopla do câmbio e os pedais. Você pode protegê-los com uma capa especial, ou então realizar a troca desses itens, quando eles já estiverem com aspecto ruim.

Certamente, com um painel parecendo de carro novo, você vai conseguir um bom preço pelo seu veículo.

5. Calotas e rodas arranhadas

Atire a primeira pedra quem nunca arranhou a roda do carro no meio-fio! Isso é comum de acontecer. Se o seu carro possui calotas, você pode trocá-las periodicamente. Se as rodas estão expostas, a solução é procurar uma empresa de revitalização dessas peças.

Gostou deste post sobre conserto de carro? Então compartilhe-o com seus amigos nas redes sociais e aproveite para curtir a fan page do UsadosBR.

NO COMMENTS

LEAVE A REPLY